Notícias

Aubameyang decide, Arsenal faz 3 a 0 no Rennes e vai às quartas de final da Liga Europa

Por Agência Estado, 14/03/2019 às 20:29
atualizado em: 14/03/2019 às 20:30

Texto:

O Arsenal deu a volta por cima diante do Rennes e garantiu vaga nas quartas de final da Liga Europa nesta quinta-feira. Depois de perder na ida, na França, por 3 a 1, a equipe inglesa venceu no Emirates Stadium por 3 a 0, com show de Aubameyang, autor de dois gols e uma assistência.

Foi uma atuação dominante do Arsenal, que em nenhum momento foi incomodado pelo Rennes. Agora, o time londrino aguarda o sorteio dos confrontos das quartas, que acontecerá na sexta. No dia 1.º de abril, os comandados de Unai Emery voltam a campo pelo Campeonato Inglês, diante do Newcastle, em casa.

Disposto a buscar a virada, o Arsenal começou com tudo nesta quinta e não demorou para abrir o placar. Logo aos quatro minutos, Ramsey recebeu com liberdade na área, girou e encontrou Aubameyang, que desviou para a rede.

Dominante em campo, o time londrino chegaria ao segundo gol somente dez minutos mais tarde, em lance ilegal. A bola foi enfiada para Kolasinac, que, completamente impedido, deixou para Aubameyang. O atacante, também em posição irregular, cruzou para Maitland-Niles marcar de cabeça.

O resultado já era suficiente para garantir vaga à próxima fase, mas o Arsenal seguiu dono da partida. Com muito mais volume que o adversário, os donos da casa selaram o triunfo na etapa final. Aos 26, Mkhitaryan abriu na esquerda para Kolasinac, que deixou Aubameyang livre para marcar seu segundo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Nos EUA, Bolsonaro se compara a Trump e fala em resolver 'questão na Venezuela': https://t.co/zs0eT3fGnE https://t.co/WVZzIrKC4u

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ele traçou um paralelo com o presidente dos EUA, que aponta que vários meios de comunicação não realizam uma cobertura justa de sua administração nos EUA

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ele traçou um paralelo com o presidente dos EUA, que aponta que vários meios de comunicação não realizam uma cobertura justa de sua administração nos EUA

    Acessar Link