Seculus - Smart Watch

Notícias

Cemig muda estratégia de inovação atenta à Indústria 4.0 e seus impactos no setor elétrico

Por CEMIG, 05/02/2019 às 14:42
atualizado em: 06/02/2019 às 20:04

Texto:

A melhor tecnologia disponível no mercado é utilizada no Centro de Operação da Distribuição da Cemig

O sistema elétrico é composto por empresas de geração, transmissão e distribuição de energia. Tudo começa nas unidades geradoras, que são, em sua maioria, empreendimentos hidrelétricos. Depois de deixar a usina, a energia trafega pela rede de transmissão com uma tensão elevada. Ao chegar às subestações, a tensão é rebaixada e, depois, por meio de um sistema composto por fios, postes e transformadores, a energia é enviada ao consumidor em 127 volts.

Nos últimos anos, esse modelo tradicional e linear do sistema elétrico tem sofrido alterações. A descentralização dos sistemas de geração, a popularização de veículos elétricos, o avanço das tecnologias de armazenamento de energia e a proliferação das tecnologias digitais são alguns dos fatores transformadores.

Esse conjunto de mudanças tem a ver com a chamada 4ª revolução industrial, ou Indústria 4.0, que promete mudar a forma de produzir, gerar novos negócios e transformar o mercado de trabalho. Se as três primeiras revoluções industriais trouxeram produção em massa, linhas de montagem, eletricidade e tecnologia da informação, a 4ª chega com o uso de internet das coisas, big data e inteligência artificial.

A previsão é de, nos próximos anos, a intensificação do uso da tecnologia digital fazer com que os sistemas de energia em todo o mundo se tornem cada vez mais conectados, eficientes, confiáveis e sustentáveis. O mundo caminha para a nova era da energia inteligente e o entendimento é de que os avanços tecnológicos na área digital irão impactar cada vez mais os sistemas de energia.

A Cemig tem um longo histórico de uso de tecnologias avançadas de computação em simulações, modelagem do sistema de potência, monitoramento, controle, planejamento, mercados, previsão e outras atividades. No entanto, as novas tecnologias da Indústria 4.0 lançam novas demandas sobre o setor elétrico e sobre a Companhia.

Atenta a essas mudanças e com o propósito de se tornar uma das empresas líderes do novo desenho do setor de energia do Brasil, a Cemig criou a Estratégia de Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que resultou no Plano de Inovação de Tecnologia Digital, denominado Cemig 4.0. O Programa Cemig 4.0 orienta os investimentos em P&D e acelera as transformações tecnológicas dentro da empresa sob a lógica de três eixos fundamentais, chamados 3D: Digitalização, Descarbonização e Descentralização.

O primeiro edital de P&D com as diretrizes do Cemig 4.0 já está em andamento. Entre as inovações disruptivas buscadas pela Cemig no chamamento público estão soluções em inteligência artificial aplicada ao relacionamento com clientes, alternativas energéticas para ampliação da matriz e diversificação do mercado e assistente digital para busca inteligente de informações. Foram inscritos 129 projetos e os selecionados estão recebendo investimento totalizado de até R$ 40 milhões.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Após ter vazado áudio em que critica Zema, secretário adjunto de Saúde de MG é exonerado: https://t.co/u0lAd4TRLK https://t.co/AJL2NiGEKP

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O Governo de Minas ainda não justificou a saída de José Farah Júnior, que também não se pronunciou até o momento.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Decisão foi tomada pela Mesa Diretora, composta pelos deputados Agostinho Patrus (PV), Antonio Carlos Arantes (PSDB), Cristiano Silveira (PT), Alencar da Silveira Jr. (PDT), T...

    Acessar Link