Notícias

Atlético tem pré-projeto para construção de minishopping na Vila Olímpica

Por Fábio Rocha, 02/06/2020 às 18:28
atualizado em: 03/06/2020 às 07:41

Texto:

Foto: Flickr Atlético/Divulgação
Flickr Atlético/Divulgação

O Atlético já tem parte do Diamond Mall, no bairro Lourdes, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Mas o clube quer obter mais receitas e pretende construir um minishopping em dois lotes frontais à Vila Olímpica, no bairro Planalto, região Norte da capital.

Em entrevista ao site da Itatiaia, o vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, trouxe detalhes sobre a ideia do clube e afirmou que está adiantado o processo de desmembramento dos lotes, que têm uma área total de 10 mil m². 

De acordo com o dirigente alvinegro, a utilização do espaço é para um andar no empreendimento. “Serão centenas de lojas que poderiam ser colocadas”, declarou Lásaro.

O minishopping poderá ter até cinco andares. Mas, para construir mais de um pavimento, o clube teria que arcar com a chamada outorga onerosa do direito de construir, que é pagar ao município para exceder a área construída delimitada no Plano Diretor da cidade. 

“Desmembrando esses lotes, que têm um tamanho de 10 mil m², com 5 mil m² cada, poderíamos utilizá-los com a construção de um pré-projeto de lojas. O aproveitamento ali é de um (andar), mas tem a possibilidade de até cinco, se houver outorga. Teria que pagar”, disse.

Em relação aos custos da obra, Lásaro afirmou que ainda não há uma definição se seriam bancados pelo clube ou por algum parceiro. “Isso não tem uma definição ainda, porque está na fase de pré-projeto. O clube vai avaliar se terá um parceiro ou não. Isso vai depender de uma avaliação de custos do pré-projeto. Ainda não tem uma definição sobre parceiro”, declarou Lásaro, que disse ainda que não existe uma estimativa de quanto custaria a construção.

“Depois que fizer o desmembramento (dos lotes) - o processo já está adiantado - será feita a avaliação de custos do pré-projeto. Por ora, não tem. Custo é o processo seguinte”, explicou.

Para aprovar o projeto da construção do minishopping, o Atlético não precisaria do ‘ok’ do Conselho Deliberativo, assim como aconteceu com a Arena MRV, já que não se trata da venda de um imóvel do clube. No entanto, segundo Lásaro, os conselheiros deverão ter conhecimento com antecedência, quando os pré-projetos forem concluídos, para darem sugestões.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link