Notícias

Bombeiros e militares que atuam no resgate à vítimas passam a contar com fisioterapeutas

Por Redação, 12/02/2019 às 08:11
atualizado em: 12/02/2019 às 08:19

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Daniel Oliveira/ Estadão Conteúdo
Daniel Oliveira/ Estadão Conteúdo

Os bombeiros e policiais que atuam na busca por vítimas do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, vão contar com ajuda de fisioterapeutas. O trabalho de resgate teve início em 25 de janeiro, dia da tragédia. 

Os atendimentos fisioterapêuticos acontecem a partir desta semana em dois pontos: no Córrego do Feijão na zona quente, local onde estão centradas as buscas por corpos, e na região central da cidade. 

O objetivo da medida é assistir os militares envolvidos que sofrerem alguma lesão, dor, ou desconforto físico. O atendimento também visa a parte preventiva e equilibrar a postura para que os envolvidos nos resgates consigam desempenhar melhor as tarefas durantes as operações.

De acordo com números divulgados na segunda-feira (11) pela Defesa Civil Estadual, 165 corpos foram localizados e 155 pessoas estão desaparecidas. Mesmo com a dificuldade de atuação, o trabalho de resgate não tem previsão para terminar. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Jogador afirmou não guardar mágoa do Cruzeiro e disse que tem amigos no clube celeste.

    Acessar Link