Notícias

Covid-19: não reabram economia muito rapidamente, ou há risco de 2ª onda, diz Opas

Por Agência Estado , 02/06/2020 às 15:57
atualizado em: 02/06/2020 às 16:51

Texto:

Foto: Breno Pataro/PBH
Breno Pataro/PBH

Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne advertiu nesta terça para o risco de uma reabertura econômica precipitada, já que isso pode provocar uma segunda onda de casos da covid-19 que "apagaria a vantagem conseguida nos últimos poucos meses".

Em entrevista coletiva virtual, ela pediu às autoridades que "pensem duas vezes antes de retirar medidas de distanciamento social", mas também que levem em conta particularidades de cada região nessa estratégia.

A diretora da Opas voltou a enfatizar que é crucial testar, traçar os casos, tratá-los e isolar os doentes. A autoridade disse que, "mesmo que a capacidade de testagem não seja perfeita", muitos países na região possuem dados suficientes para monitorar onde o vírus se dissemina. "Isso deve orientar nossa tomada de decisões", argumentou, pedindo que as autoridades "não tomem decisões no escuro".

Etienne admitiu que a população mais vulnerável muitas vezes não consegue fazer isolamento, já que precisa sair de casa para trabalhar. Ainda assim, enfatizou a necessidade de se ter cuidado na flexibilização, com um equilíbrio entre a questão da saúde pública e a economia. "É um equilíbrio difícil, mas não creio que seja impossível", disse, pedindo que os países implementem "um período de transição cauteloso" e aumentem o número de leitos para atender aos doentes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link