Notícias

Governadores podem adotar medidas se Bolsonaro não aceitar vacina chinesa

Por Paula Rangel , 22/10/2020 às 12:51
atualizado em: 22/10/2020 às 12:52

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Divulgação/UFMG
Divulgação/UFMG

Por meio das redes sociais, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), voltou a defender a vacina contra o novo coronavírus, desenvolvida pela China, em parceria com o Instituto Butatã, da USP.

Doria se disse confiante na aprovação da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O governador paulista afirmou que se até esta sexta-feira (23), não houver recurso do presidente Jair Bolsonaro na decisão de apoiar a vacina, serão adotadas medidas, seja por São Paulo, seja pelos governadores dos demais estados.

Ainda segundo Doria, os governadores estão "entristecidos, para não dizer frustrados" e que o presidente desrespeitou o pacto federativo ao desautorizar a reunião do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com os governadores.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Documento pode ser acessado pela Página do Participante. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ministro diz que retomada da economia surpreendeu economistas. #Itatiaia

    Acessar Link