Notícias

Mais um vereador de Belo Horizonte é suspeito de praticar o crime de ‘rachadinha’

Por Redação , 04/09/2019 às 08:20
atualizado em: 04/09/2019 às 13:38

Texto:

Foto: Karoline Barreto/CMBH
Karoline Barreto/CMBH
00:00 00:00

O vereador Jair di Gregório (Progressista) é investigado por suspeita de praticar o crime de ‘rachadinha’, ato no qual o parlamentar fica com parte do salário dos assessores. A representação foi feita pelo advogado Daniel Deslandes ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que acatou a denúncia e instaurou inquérito para investigar o caso.  

“Fiquei sabendo por meio de carta que eu recebi, no meu escritório, detalhando a prática de rachadinha no gabinete de Jair de Gregório. Soube que o promotor que atua no caso vai ouvir as pessoas para apurar se está acontecendo essa prática. Se não aconteceu, pelo menos a gente vai ter a apuração dos fatos. Que seja apurado a verdade”, disse. 

A reportagem entrou em contato com o vereador que, por telefone, disse que está tranquilo e garantiu que não há nenhuma irregularidade em seu gabinete. O parlamentar também disse que vai se apresentar, voluntariamente, ao MPMG nesta quarta-feira para prestar esclarecimentos. 

Para Jair de Gregório, a denúncia se trata de uma perseguição após ameaças que o parlamentar sofreu na véspera da votação do pedido de cassação contra o ex-vereador Cláudio Duarte.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link