Notícias

Mercado Central: lavador de queijos iniciou a vida profissional de muitos jovens de BH 

Por Redação , 14/12/2018 às 08:26
atualizado em: 15/12/2018 às 17:42

Texto:

00:00 00:00

Em cada canto sorrisos, expressões diferentes, cheiros, sabores e surpresas. Símbolo da capital mineira, que completou 121 anos nesta semana, o Mercado Central tem um pedacinho de cada canto de Minas Gerais. Também guarda personagens históricos.

Você já ouviu falar na profissão de lavador e enxugador de queijos? Foi assim que o policial Civil aposentado André Luís Olegário, 58 anos, iniciou a vida profissional, há 40 anos. "Foi aqui no mercado, lavando queijos. Meu pai que arrumou pra mim em 1978", conta. Na minha época o queijo chegava amarelo, sujo porque as estradas eram de terra. Por isso que tinha o lavador de queijo. O queijo não chegava branco, chegava amarelo, sujo. Aí você lavava e qualificava", lembra. "Conforme a aparência, era o preço", diz. 

Outro personagem que ajuda a contar parte da história do Mercado Central é Chiquinho, que trabalha há 40 anos no centro de compras. Atualmente vende abacaxi e distribui sorriso e alegria. “O sorriso é a felicidade de qualquer ser humano”, diz à reportagem da Itatiaia. 

OUÇA AQUI A MATÉRIA COMPLETA COM JOÃO FELIPE LOLLI!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Em meio ao avanço da doença, Brasil continua sem um titular no comando do Ministério da Saúde.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Jornalista decidiu voltar à Record TV, após ter ajudado a implantação da emissora americana CNN no Brasil.

    Acessar Link