Notícias

Produtores de eventos de BH fazem apelo para evitar falência em massa durante crise do coronavírus

Por Redação, 30/03/2020 às 13:27
atualizado em: 30/03/2020 às 13:31

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Pixabay
Pixabay

Produtores de eventos em Belo Horizonte reivindicam ajuda do poder público para sobreviverem durante o período de pandemia do novo coronavírus. Estima-se que o prejuízo já chega a R$ 200 milhões no setor, que ao longo do ano movimenta mais de R$ 600 milhões apenas na capital mineira.

Segundo a categoria o setor é o mais prejudicado em meio à crise porque foi o primeiro a parar e será o último a retornar as atividades, devido à aglomeração de pessoas. O diretor e produtor cultural, Kuru Lima, afirma que a principal reivindicação do setor é a isenção de todo tipo de taxa para a realização de eventos.

“Nós pedimos para que os espaços públicos de todo o estado e dos municípios sejam cedidos, para que a gente possa não ter esse custo durante 12 meses, além disso a gente precisa de linhas de crédito especiais com um tipo de financiamento completamente subsidiado, com prazos bem dilatados. Nós estamos propondo com 12 meses de carência para que a gente possa retomar as atividades”, diz.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Jogador afirmou não guardar mágoa do Cruzeiro e disse que tem amigos no clube celeste.

    Acessar Link